top of page

O que vale mais a pena: contabilidade/financeiro dentro da empresa ou terceirizados?

Atualizado: 3 de fev. de 2023

Em determinado momento da jornada de uma empresa, muitos empresários se perguntam o que vale mais a pena: integrar ou terceirizar? Essa pergunta vale para diversos setores, da manufatura a vendas. Todas as áreas da empresa são "terceirizáveis", e o gestor deve estar constantemente avaliando os benefícios dessa prática.

Um dos setores que frequentemente gera essa dúvida em muitos empresários é o setor financeiro e da contabilidade. Por um lado, são setores que exigem mão de obra especializada e tecnologia, portanto tendem a ser mais caros. Mas, por outro lado, são áreas que lidam com dados muito sensíveis, gerando um certo receio quando se trata de terceirização.


Falando de finanças, façamos as contas:


O departamento financeiro, dependendo da complexidade, pode ser gerido por um Analista Financeiro. A remuneração desse profissional gira e torno de R$ 3.500 no Brasil, podendo chegar até R$ 10.000, por ser um cargo de alta confiança. Além disso, é necessário um software ERP para que se realize a correta gestão das finanças. O preço desse tipo de sistema gira em torno de 50 a 200 reais, para empresas pequenas.


No caso da contabilidade, toda empresa é obrigada a contratar um profissional certificado pelo conselho de contabilidade. No Paraná, por exemplo, um profissional assim ganha em média R$ 4.000, podendo chegar a R$ 8.000 dependendo da experiência e carga de trabalho exigida.

Além do profissional, é necessária a implantação de um sistema contábil, para apuração dos impostos, geração das folhas de pagamento e apuração da contabilidade propriamente dita. Um sistema assim custa em torno de R$ 500 para apenas uma empresa de pequeno porte.


No caso de uma pequena empresa, podemos considerar um contador exercendo as duas funções, o custo do departamento seria de, no mínimo, R$ 4.550, podendo chegar a R$ 8.700, correndo o risco de gerar conflitos trabalhistas pelo "acumulo de funções".

Já na hipótese de um contador e um analista financeiro dividindo as funções, o custo poderia ser de R$ 8.050 a R$ 18.700 reais.


E quanto custa terceirizar esses setores?


Em primeiro lugar, é interessante procurar empresas que possam assumir tanto o setor financeiro quanto o contábil ao mesmo tempo, para que o custo seja menor (e o trabalho mais eficiente).

Um escritório de contabilidade pode chegar a cobrar R$ 700 de honorários mensais (valor recomendado pelo sindicato de contabilidade de Curitiba) de uma empresa com faturamento inferior a 180.000 anuais e sem funcionários. O valor cobrado aumenta conforme o faturamento da empresa e o número de funcionários aumenta, resumidamente.

Contudo, é comum encontrar escritórios que cobram 10% disso, ou até menos.

Empresas que fazem a contabilidade e também assumem o financeiro cobram em média mais 50% do valor do honorário.

Portanto, para uma pequena empresa, que fatura menos de 180.000 no ano e não possuem funcionários, um serviço completo de contabilidade e financeiro custaria em torno de R$ 577, podendo ir de R$ 105 a R$ 1.050.


Em comparação com o custo de ter um contador interno, a terceirização da contabilidade chega a ser 90% mais barata!


Todavia, essa proporção muda com o tamanho da empresa. Quanto maior o faturamento da empresa e maior a sua quantidade de funcionários, mais a opção de internalizar a contabilidade e o financeiro chega perto de se tornar interessante.

Se considerarmos que uma empresa de pequeno ou médio porte, com um faturamento superior a 1 milhão de reais anuais, gaste cerca de 1% do seu faturamento com a terceirização da contabilidade e do financeiro, isso seria algo em torno de 833 reais mensais. Ainda assim valeria muito a pena, comparando com o possível custo de 8 a 12 mil reais de ter essa equipe internamente. Já para uma empresa que fatura 100 milhões de reais no ano, o custo da terceirização poderia chegar a 80 mil reais mensais, o que faz a integração passar a ser mais interessante.

Outra consideração importante é que, quanto mais a empresa de contabilidade cobra por seus serviços, mais ela investe em tecnologia, reduzindo o valor final dos honorários, o que pode tornar a terceirização interessante inclusive para empresas grandes.



Além dos custos


Agora que fizemos as contas, podemos falar de outros fatores indispensáveis para tomar esse tipo de decisão. Cuidar do setor contábil e financeiro de uma empresa não é um trabalho manual, não pode ser feito por qualquer um e exige um nível de inteligência e confiabilidade enorme. Esse profissional deve não só ser responsável pela parte operacional destes setores, mas deve também ser o braço direito do empresário. Ele será o profissional que ajudara o administrador da empresa a tomar todas as decisões da empresa, pois toda decisão dentro de uma empresa tem um impacto financeiro. Esse profissional pode ser a chave do sucesso (ou do fracasso) da empresa. Precisa ser alguém de confiança, que entenda o mercado, que saiba ler e interpretar os números da companhia e esteja comprometido com o sucesso do negócio.

Por isso, essa não deve ser somente uma questão de custos (por mais que a diferença seja grande), mas também uma questão de confiança e de parceria.


Quer econtrar uma empresa de confiança e disposta a ser sua parceira nos negócios? Entre em contato agora!

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page