top of page

A "Operação Retificadora" e a importância de contratar profissionais de confiança

Atualizado: 12 de jan.

No início do mês de outubro de 2022, foi deflagrada uma operação da polícia federal que investigava 9 empresas suspeitas de fraudes em operações de Recuperação Tributária. Em suma, as empresas fraudavam o processo de recuperação de PIS e COFINS, classificando produtos de forma errônea para aumentar os ganhos com esse tipo de processo. Com isso, tanto as empresas que realizavam esse serviço, quanto os clientes para os quais elas o realizavam, acabavam ganhando muito dinheiro, mas de forma fraudulenta.

A Receita Federal identificou as fraudes e a polícia executou mandados de busca e apreensão em todas as empresas suspeitas de realizar esse tipo de serviço na cidade de Belo Horizonte. Estima-se que o essas empresas tenham ganho algo na casa dos 44 milhões de reais com essas fraudes.


O fato é que empresas de contabilidade e advocacia que lidam com a parte tributária normalmente lidam com operações extremamente rentáveis e, ao mesmo tempo, extremamente arriscadas. O potencial de uma operação de recuperação tributária, por exemplo, pode trazer a uma empresa um retorno de 5% do seu faturamento anual, sem nenhum investimento (somente o honorário do contador ou advogado responsável). Em contrapartida, uma operação realizada de forma errônea ou fraudulenta pode trazer consequências não só para o escritório que realizou a operação, mas para a empresa que o contratou também.

No caso da Operação Retificadora (citada acima) todas as empresas beneficiadas no processo correram risco de terem bens apreendidos, contas bloqueadas, além de precisarem retornar o dinheiro ganho com multa e juros (o que pode representar um grande rombo no caixa da empresa), sem falar do risco de prisão.


E é por isso que nesse post gostaríamos de destacar a importância da busca por profissionais de confiança. Muitos são os escritórios que trabalham com a parte tributária e que oferecem grandes retornos com recuperação de impostos, isenções e benefícios fiscais. E isso é ótimo, pois são formas extremamente eficientes de reduzirmos a carga de impostos exorbitante que pagamos no Brasil. Mas é preciso estar atento ao risco que esse tipo de operação traz para o empresário.

A fiscalização no país tem se tornado cada vez mais eficiente com a digitalização de processos da receita federal e profissionais envolvidos precisam estar cada vez mais atentos a erros e deslizes na hora de apurar impostos e entregar declarações. Qualquer falha, acumulada por longos períodos, pode gerar multas enormes às empresas.


É muito fácil encontrar oportunidades de redução, recuperação e isenção de impostos, mas requer muita competência para usufruir desses benefícios sem trazer riscos ao empresário e à empresa. Por isso, ao escolher um contador e/ou advogado, preste muita atenção nas referências desse profissional, no seu histórico, no conhecimento que ele demonstra ter e, principalmente, na sua índole. Seja exigente, pergunte, tire dúvidas, consulte outros clientes e seja criterioso assim como você é na escolha de quem cuida da sua saúde e da sua família, por exemplo.


Não deixe que palavras complicadas e números grandes atrapalhem o seu julgamento na escolha do profissional que provavelmente será seu maior parceiro nos negócios.


13 visualizações0 comentário
bottom of page